Empresa é dona de algumas das mais conhecidas marcas de cafés do País, como Pilão e Café do Ponto. Unidade brasileira exporta para dez países e passará a vender para o mercado árabe.

A JDE Brasil, detentora de algumas das mais conhecidas marcas de café do País, está negociando a exportação para os mercados da Jordânia e do Líbano. A empresa faz parte da companhia global Jacobs Douwe Egberts (JDE), que tem sede na Holanda e presença no Brasil desde 1998. A exportação das marcas brasileiras da JDE para os árabes será a primeira.

“O objetivo é levar a qualidade do café brasileiro para fora do País, com marcas fortes e tradicionais como Pilão, Caboclo e Café do Ponto”, afirmou à ANBA, em entrevista por e-mail, o diretor de Vendas da JDE Brasil, André Maurino. A empresa chegou a fazer em 2010 uma venda para o Irã, país que fica no Oriente Médio, mas não é árabe.

No mercado árabe os cafés serão comercializados em embalagens prontas para o consumidor final, assim como são vendidas no Brasil. A JDE detém grandes marcas no País como Pilão, Café do Ponto, Damasco, Caboclo e Café Pelé, e também distribui no mercado nacional marcas globais como L’OR e Senseo. A companhia oferece portfólio completo em cafés, desde o torrado e moído até em cápsulas, solúvel, em grãos ou cappuccinos.

De acordo com Maurino, a possibilidade de exportar para os países árabes surgiu após a verificação de aumento de interesse da região pelas marcas de café da JDE Brasil. Ele conta que são recebidos muitos visitantes árabes no Brasil, que acabaram tendo contato com os produtos da JDE. “Se identificaram com a qualidade, o sabor e aroma”, afirma. A companhia atua por meio de distribuidores e parceiros.

A empresa também se associou em 2017 à Câmara de Comércio Árabe Brasileira. “O convite para fazer parte da Câmara Árabe está alinhado às expectativas da companhia e, consequentemente, concluímos a parceria e nos associamos”, disse o executivo. A JDE Brasil tem expectativa de manter os negócios com os países árabes em 2018 e ainda expandir as vendas para novos mercados na região, segundo Maurino.

A JDE Brasil é responsável por boa parte da exportação brasileira de café torrado e moído. Dados do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) mostram que em 2016 a empresa respondeu por 38% das vendas externas desses produtos. Segundo a companhia, no acumulado de 2017 até novembro foram mantidos os mesmos níveis de exportação. A JDE Brasil exporta para mais de dez países, sendo Estados Unidos e Japão os principais mercados.

A JDE global vende cafés em mais de 120 países, na Europa, América Latina e Ásia-Pacífico, e ocupa a primeira e segunda posições em 28 mercados. Entre suas marcas internacionais estão Jacobs, Tassimo, Moccona, Senseo, L’OR, Douwe Egberts, Kenco, Pilão & Gevalia. A empresa trabalha sob o lema “Um café para cada xícara”, originalmente “A coffee for every cup”.

Contato:

JDE Brasil
Site: https://www.jacobsdouweegberts.com/
Telefone: + 55 11 3957 7300

Fonte: www.anba.com.br