Importação de cerveja no Brasil: últimos 3 meses

Importação de cerveja no Brasil: últimos 3 meses

Com o intuito de evitar um pico de contaminações e zelar pelo bem-estar de todas as pessoas neste momento de pandemia, o carnaval não vai ser da maneira como todos gostariam em 2021.

Mesmo com a vacinação já em andamento no país, é extremamente importante continuar com as medidas de segurança e isolamento social. 

Afinal, vai levar um tempo até que a maioria da população esteja vacinada e, até lá, muitos ainda correm o risco de serem contaminados. 

Infográfico sobre Fretes Marítimos da China - Faça o Download Gratuitamente

Só com todo o cuidado e evitando ao máximo as contaminações será possível passar logo por essa fase tão difícil.

Leia mais: Importação de vacinas para COVID-19 no Brasil

Porém, ainda é possível comemorar em casa com a família tomando uma cerveja gelada, não é? 

Por isso, o artigo de hoje do Blog da Log traz dados sobre a importação de cerveja no Brasil e seus números dos últimos 3 meses. Vamos lá?

Consumo de cerveja no Brasil

Durante a pandemia de Covid-19 no mundo, o consumo de bebidas alcoólicas teve um aumento expressivo. A Ambev, cliente Logcomex e detentora de mais de três quartos do mercado, divulgou que teve um aumento de 25,4% nas vendas no último trimestre de 2020.

O crescimento do consumo foi um reflexo do fechamento de bares e restaurantes durante o período de isolamento social. O hábito de beber em casa se tornou uma importante forma de lazer para a população.

Ainda que em frente a esses fatores, o consumo de bebidas alcoólicas no país já é um hábito consolidado antes mesmo do início da pandemia. 

Uma pesquisa realizada pelo Centro de Informações sobre Saúde e Álcool no ano de 2019 mostrou que, em comparação à média mundial, os brasileiros costumam ingerir 27% a mais álcool.

Por isso, mesmo com o cancelamento do feriado de Carnaval em grande parte do Brasil, acredita-se que o consumo de cerveja não sofrerá impactos tão expressivos — diferentemente do setor de hotelaria e turismo, por exemplo. 

Números: importação de malte

A importação da matéria-prima para a fabricação da cerveja em território nacional é uma movimentação comum no Brasil. Nos últimos três meses, o malte (NCM 1107) teve 606 registros de importação. 

Apenas de novembro de 2020 a janeiro de 2021, a importação de malte movimentou mais de 186 milhões de dólares. O grande montante financeiro já traz a ideia da importância e do grande volume de importação do produto no Brasil.

Países de aquisição

O país de origem para a maioria do malte importado pelo Brasil não surpreende: 26,7% do produto veio da Alemanha, que produz mais de um terço das 15 mil variedades de cerveja no mundo. De todos os registros, os principais países de aquisição foram, respectivamente:

  1. Alemanha;
  2. Bélgica;
  3. Holanda;
  4. Argentina;
  5. Polônia.
TOP 5 países de aquisição para a importação do malte.

TOP 5 países de aquisição para a importação do malte.

O restante dos registros de importação realizados de novembro de 2020 até janeiro de 2021 ficou dividido entre Uruguai, Argentina, Canadá, Chile, França, Reino Unido, Suíça e Dinamarca.

Modais

O modal de transporte mais utilizado para a importação no período foi o marítimo, que representou mais de 88% dos registros. 

O restante das importações foram feitas pelos modais rodoviário e aéreo. 

Modais de transporte para a importação de malte

Modais de transporte para a importação de malte. Fonte: Search, Logcomex.

Unidades de desembaraço

O Porto de Paranaguá foi a principal porta de entrada para o malte, seguido do Porto de Vitória:

Unidades de desembaraço para a importação de malte no Brasil.

Unidades de desembaraço para a importação de malte no Brasil. Fonte: Search, Logcomex.

Tendência de importação

Olhando um período um pouco mais longo (1 ano, ou seja, de janeiro de 2020 até janeiro de 2021), é possível observar que o mês de pico para a importação do malte foi novembro, que registrou mais de 80 milhões de dólares em valor FOB.

O mês que ocupou o segundo lugar no ranking foi julho, com a marca de mais de 77 milhões:

Importação de malte no tempo.

Importação de malte no tempo (Jan 20 a Jan 21). Fonte: Search, Logcomex.

Números: importação de cerveja

Já se tratando da importação de cerveja, especificamente, de novembro a janeiro de 2021 o produto registrou números um pouco menos expressivos se comparados à importação do insumo para produzi-lo. 

Sob a NCM 2203, sua importação nesse período registrou um valor FOB de mais de 5,4 milhões de dólares em 858 registros.

Países de origem

Novamente, a Alemanha se encontra no 1º lugar do TOP 5 países de aquisição, com quase 27% dos registros. O segundo lugar foi ocupado pela Argentina, com mais de 25%. Confira o gráfico:

TOP 5 países de aquisição para a Importação de cerveja no Brasil.

TOP 5 países de aquisição para a Importação de cerveja no Brasil.

Modais

Para a importação de cervejas de malte, o modal marítimo ainda ocupou o 1º lugar no período de novembro a janeiro, com quase 56% dos registros:

Principais modais de transporte para a importação de cerveja no Brasil.

Principais modais de transporte para a importação de cerveja no Brasil. Fonte: Search, Logcomex.

Unidades de desembaraço

Para as cervejas de malte, o Porto de Santos é a principal porta de entrada das importações. Confira:

Principais unidades de desembaraço para a importação de cerveja no Brasil.

Principais unidades de desembaraço para a importação de cerveja no Brasil. Fonte: Search, Logcomex.

Tendência de importação

Para observar melhor a tendência de importação, visualizamos um período mais longo: de 1 ano (janeiro de 2020 até janeiro de 2021). 

Com essa análise, foi possível verificar com mais assertividade o mês de pico para as importações de cerveja. No ano analisado, o mês com mais importações foi janeiro de 2020, que registrou mais de 2,3 milhões de dólares em valor FOB. Observe no gráfico:

Importação de cerveja no tempo.

Importação de cerveja no tempo (Jan 20 a Jan 21). Fonte: Search, Logcomex.

Amplie seus resultados na importação

Ter acesso a dados de importação pode trazer muito mais escalabilidade para o seu negócio. Empresas consolidadas como a Ambev já apoiam suas operações e estratégias de comércio exterior com a ajuda da Logcomex.

Nossas soluções tecnológicas para a importação reúnem dados valiosos sobre concorrência, mercadorias, rotas e muito mais. Descubra como a Logcomex pode ajudar seu negócio.