Entenda a importância da tecnologia na logística aduaneira

Qual a importância da tecnologia na logística aduaneira?

Nossa rotina demanda tecnologia o tempo todo, seja em casa, na rua, dentro de um escritório ou até em uma transação no comércio global. Tudo está sendo atualizado a cada momento e passando por vários processos. O objetivo? Proporcionar mais agilidade, rapidez, segurança e conforto para quem está do outro lado da tela. Com a logística aduaneira não é diferente. A relação empresa/cliente vem sendo atualizada e a tecnologia é uma forte aliada. Você entende essa importância?

Nosso artigo de hoje fala justamente sobre esse assunto! Continua com a gente na leitura.

O que é logística aduaneira?

Logística aduaneira é, resumidamente, o planejamento logístico de uma operação de comércio exterior. Pode parecer um procedimento simples, mas na verdade é complexo e pode afetar diretamente — de forma positiva ou negativa — uma empresa. 

São vários os segmentos que fazem parte da logística aduaneira. Como, por exemplo, armazenagem, movimentação, preparação, separação e transporte de insumos e produtos.

Cabe à logística aduaneira ainda decisões como exigências sanitárias, desembaraço alfandegário e disposição dessas exigências. Inclusive, uma figura importantíssima nesse processo logístico é o despachante aduaneiro. 



Leia mais: Qual a importância do despachante aduaneiro?

Por isso é tão importante acompanhar de perto e saber quais são as melhores alternativas adotadas dentro da logística aduaneira. É uma peça chave dentro do comex para empresas que importam e exportam.

Várias etapas diferentes compõem o processo logístico e, dadas as condições, se faz necessária uma estratégia bem traçada

A própria rotina vai demandar o que há de melhor e mais moderno em soluções, ferramentas e sistemas para andamento do trabalho. 

Tudo sempre com o objetivo de entregar o que foi pedido pelo cliente dentro do tempo certo. Além de viabilizar o serviço de maneira que não pese no bolso de ninguém, nem traga prejuízos durante o processo do comércio exterior. Para ambas as partes.

A estratégia logística é conhecida pelos seguintes pilares:

  • Armazenamento de mercadorias
  • Movimentação e entrega de matérias-primas, insumos e produtos finalizados
  • Separação e preparação de itens e
  • Transporte de produtos. 

Portanto, a tomada de decisão com relação ao qual tipo de regime aduaneiro será adotado faz parte do planejamento logístico. 

Afinal, o tipo de regime aduaneiro influencia a contratação de transporte e armazenamento, por exemplo, o que consequentemente impacta nos custos e produção.

Acompanhar o transporte e armazenamento dos produtos é também fundamental, já que pode ajudar a evitar atrasos e problemas na operação. 

Leia também: Comércio internacional: como a visibilidade impulsiona seus resultados?

Qual a função da logística aduaneira?

O papel fundamental da logística aduaneira nas operações internacionais é analisar e estruturar os pedidos para haver um melhor gerenciamento — de acordo com cada uma das empresas.

Toda movimentação de cargas, produtos e itens precisam passar pela logística aduaneira. Portanto, um plano bem elaborado pode significar sucesso para o importador após o processo no mercado exterior ser encerrado.

Levando esses fatores em consideração, podemos dizer que a logística aduaneira está presente nas importações e exportações que serão analisadas e executadas. 

Afinal de contas, armazenamento, transportes e até exigências sanitárias estão sob responsabilidade desse segmento.

Leia mais: Logística internacional: O que é? Como funciona?

Principais pontos do processo da logística aduaneira

A logística aduaneira é dividida em vários pontos e composta totalmente por detalhes. Aliás, é aqui que muitos costumam errar, achando que é tudo simples. 

Apenas um profissional ou empresa capacitados e treinados podem lidar com cada uma das adversidades que aparecem durante o processo. 

Para você, nosso caro leitor, separamos uma lista com os principais pontos durante o processo de logística aduaneira. Veja só: 

Documentação e impostos

O processo burocrático necessário para uma importação ou exportação requer conhecimento em detalhes no setor e até em segmentos específicos. 

Sendo assim, documentos alfandegários e taxas são comuns e podem variar bastante de acordo com os produtos, a forma de negociação e cada país (por possuírem legislações próprias). 

Leia também: Documentos de embarque na importação: dicas para não errar

Cumprimento de exigências

Justamente por isso — exigências, particularidades e legislações próprias e específicas — em cada país é preciso cumprir uma série de requisitos para que a compra seja feita, autorizada e encaminhada. 

Sempre seguindo o que é determinado pelo país destino. É importante que o profissional do comércio exterior entenda a legislação vigente do cliente e cumpra à risca todas as exigências direcionadas ao processo de importação ou exportação. 

Leia também: Regulamento aduaneiro: tudo o que você precisa saber

Controle de mercadorias

O controle de mercadorias é fundamental para que sejam cumpridas todas as exigências legais e assim problemas que podem comprometer a logística são evitados. 

Existem regras para operações de importação e exportação definidas pela Secretaria da Fazenda de cada estado. 

Por isso é tão importante estar atento ao controle do que entra, sai e se tudo está cumprindo as devidas regras. 

Processos e órgãos envolvidos no Brasil

O desembaraço aduaneiro acontece em estações da Receita Federal no Brasil, como portos ou zonas secundárias (conhecidas como portos secos). 

As empresas responsáveis têm a função de fazer uma operação com melhor custo-benefício para o cliente ou produto. 

Claro, tudo isso para que sejam reduzidos e minimizados os custos com logística. Aqui no Brasil essas taxas são mais altas que a média mundial. 

Leia mais: Recintos alfandegados: o que são e quais os principais?

No país, existem diversos órgãos anuentes. Por isso, é necessário estar atento às exigências de cada um deles no que diz respeito à importação. São: 

  • Agência Nacional do Cinema (ANCINE)
  • Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL)
  • Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA)
  • Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)
  • Comando do Exército (COMEXE)
  • Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
  • Departamento de Polícia Federal (DPF)
  • Departamento de Operações de Comércio Exterior (DECEX)
  • Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM)
  • Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (EBC)
  • Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)
  • Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações
  • Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (INMETRO) e
  • Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Transporte

A escolha do transporte precisa ser certeira, assim como a escolha do agente de cargas. Isso vai fazer muita diferença durante a logística, ao embarcar e movimentar o produto. 

É preciso levar em consideração quais os meios mais seguros, mais acessíveis e que resolvam a burocracia específica. 

Temos que ressaltar ainda que o transporte, na maioria das vezes, envolve o intermodal (mais de um sistema de transporte), por isso o custo pode ser ainda maior. 

É preciso estar atento para não comprometer a importação ou exportação. 

Armazenamento de produtos

Nesse processo todo, a preparação, separação e armazenamento acabam se tornando pontos muito importantes e de custos elevados para o processo de importação ou exportação. 

Isso acontece porque a falta de conhecimento no setor pode causar atrasos na liberação da mercadoria ou problemas com a documentação na hora de executar o armazenamento. 

Qual a importância da tecnologia na logística aduaneira?  

A tecnologia é extremamente essencial ao tratarmos de logística internacional. Isso porque o processo integra as partes administrativas, operacionais e legais relacionadas a uma carga. 

Por isso, toda ajuda é mais que bem vinda. Para facilitar o trabalho no comércio exterior e fazer com que ele seja o mais assertivo possível.

Ao usar a tecnologia a seu favor, o processo de logística aduaneira pode ser monitorado em tempo real. Principalmente quando se opta por uma ferramenta de visibilidade em tempo real, como o LogManager.

Com a plataforma, você pode monitorar de perto seus embarques, desde a logística internacional até a aduaneira, se atualizando em tempo real sobre possíveis atrasos

O que permite que você se programe com sua transportadora, centro de distribuição, com sua fábrica e se organize a tempo.

Sendo que o LogManager é capaz de monitorar mais de 20 tipos de eventos diferentes ao longo da jornada do embarque da carga.

Você também recebe — diretamente no seu e-mailalertas preventivos sempre que alguma das suas cargas estiver em risco. Como por exemplo:

  • Possibilidade de atrasos
  • DI com registro em falta
  • Carga precisando de liberação pelo porto
  • DI pendente de desembaraço.

Sem falar que, com o LogManager, seus processos se tornam mais integrados, robustos e ágeis

O que facilita a obtenção da certificação OEA — que, entre outros, garante que sua carga seja desembaraçada ainda em trânsito marítimo.

Além disso, com a certificação OEA, sua carga passa direto por canal verde, sem precisar entrar na fila da receita.

Quer saber mais sobre o LogManager e todas as formas como sua empresa pode se beneficiar dele? Clique aqui e preencha o formulário na página para agendar sua demonstração gratuita!