O minério de ferro foi um dos principais produtos exportados pelo Brasil em 2021

Dados e estatísticas dos principais produtos exportados pelo Brasil

Em 2020, o Brasil fechou o ano com superávit, com US$209,921 bilhões em exportação e US$158,926 bilhões nas importações. Neste ano, as exportações brasileiras cresceram 36% em exportações no primeiro semestre, com um recorde de U$136,42 bilhões. O país chegou a ocupar o 9º lugar no ranking das maiores economias do mundo em 2019. Atualmente ocupa o 13º e estima projeção para 12º em 2022.

Um dos principais fatores que impulsionaram esse crescimento é o Programa Portal Único de Comércio Exterior,  projeto iniciado em 2014 responsável pela modernização e desburocratização nas importações e exportações brasileiras. A sua implementação deve trazer um aumento de US$51,8 bilhões em exportações em 25 anos, com a redução de custos e de prazos nos procedimentos aduaneiros.

Falando sobre esse setor importante, é importante entender quais são os principais produtos que o Brasil exporta. Considerando os dados entre janeiro e novembro de 2021, são eles:

  1. Minério de ferro e seus concentrados, exceto as piritas de ferro ustuladas (cinzas de piritas)
  2. Soja mesmo triturada, exceto para semeadura
  3. Óleos brutos de petróleo
  4. Circuitos impressos com componentes elétricos ou eletrônicos, montados
  5. Outros aviões e outros veículos aéreos, de peso superior a 15000 kg
  6. Outros açúcares de cana
  7. Carnes desossadas de bovino, congeladas
  8. Pastas químicas de madeira, à soda ou ao sulfato, exceto pastas para dissolução
  9. Bagaços e outros resíduos sólidos, da extração do óleo de soja
  10. Café não torrado, não descafeinado, em grão

Ao longo do texto, iremos abordar aspectos específicos de cada um. Boa leitura!

1) Minério de ferro e seus concentrados, exceto as piritas de ferro ustuladas (cinzas de piritas)

Principal produto exportado pelo Brasil entre janeiro e novembro de 2021, o mínerio de ferro tem uma importância muito grande para a economia brasileira. No período, foram exportados US$ 37.092.972.214,15



Aproximadamente 64,5% das exportações são destinadas à China, 7% para Malásia, 4% para Bahrein e 3% para Omã e Holanda cada. A variação cambial favoreceu esse crescimento e também propicia mais conhecimento geológico e eleva o potencial do país na representatividade internacional.

2) Soja mesmo triturada, exceto para semeadura

Em segundo lugar, vem o agronegócio com a soja. O produto foi introduzido no Brasil em 1901 e sua expansão iniciou em 1970 com a ampliação da indústria de óleo. Em 2021, entre janeiro e novembro, foram exportados US$ 36.313.528.075,67.

Como o maior produtor mundial de soja, o Brasil exporta para mercados como China e países da Europa. A produção efetiva a geração de milhares de empregos, diretos ou indiretos no campo, bem como desenvolve e melhora a qualidade de vida no interior do país.

3) Óleos brutos de petróleo

A indústria extrativista apresenta crescimento nas importações, e em outubro deste ano a exportação de óleos brutos de petróleo registrou aumento de 201,7%.

Na balança comercial essa categoria representou 38% entre janeiro e outubro. Por outro lado, no mercado internacional o Brasil se destaca como o 7º maior produtor e exportador de petróleo.

O país ampliou as exportações após a descoberta do petróleo no pré-sal, e assim passou a ser autossuficiente nesse insumo para atender a sua demanda interna.

No momento essa categoria ainda pertence ao estado, mas a privatização da Petrobras é algo que já está em pauta. No período destacado, foram exportados US$ 23.822.300.732,16.

4) Circuitos impressos com componentes elétricos ou eletrônicos, montados

Os circuitos impressos são utilizados em grande parte dos produtos eletrônicos. A indústria de transformação sofreu uma retração de 2,2% este ano devido à falta de insumos, já que depende de importações. Mesmo diante desse cenário, novembro cresceu em 8% nas exportações de circuitos impressos comparado a 2020.

No período destacado, foram exportados US$ 9.926.591.181,78. A Zona Franca de Manaus abriga grande parte desse setor em razão dos benefícios fiscais assim como incentivos para exportação que detém.

5) Outros aviões e outros veículos aéreos, de peso superior a 15000 kg

A Embraer (Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A.), responsável pela fabricação de aviões comerciais, executivos, agrícolas, militares e peças para aeronaves espaciais, foi criada em 1969 em São Paulo.

Com destaque mundial pela qualidade e inovação, as aeronaves estão entre os 10 principais produtos exportados pelo Brasil e são assim, o principal industrializado nesse contexto.

Os principais destinos das exportações entre janeiro e novembro deste ano são Estados Unidos, Suíça e Holanda. 

Até novembro deste ano foram exportados US$ 6.837.584.947,91.

6) Outros açúcares de cana

O açúcar é o principal produto exportado no setor sucroalcooleiro. São considerados como outros açúcares lactose, maltose, glicose e frutose.

Nos primeiros meses da safra 2021/2022, de abril a setembro, o país apresentou queda nas exportações comparado à safra anterior. O fator responsável foi o clima, ocasionado por geada e seca. Mesmo assim, até setembro o país já exportou 14,6 milhões de toneladas destes açúcares.

O principal destino das exportações de açúcares de cana brasileira é a China. No período de janeiro a novembro, foram exportados US$ 6.572.823.685,30.

7) Carnes desossadas de bovino, congeladas

O Brasil é um dos maiores produtores e exportadores de carne bovina no mundo. A demanda crescente e estagnação de outros países no setor mostram uma projeção de 29% em participação até 2030, o que transformaria nosso país no maior exportador do mundo.

A China segue como o principal destino das exportações, seguido dos Estados Unidos. No período, foram exportados US$ 6.169.114.687,56.

Leia mais: Como a exportação de carne influencia no consumo, na política e na balança comercial brasileira

8) Pastas químicas de madeira, à soda ou ao sulfato, exceto pastas para dissolução

Outro item que está entre os 10 principais produtos exportados pelo Brasil é a pasta química de madeira, extraída de pinho ou eucalipto. Conhecida como celulose, é utilizada principalmente para fabricação de papel.

Com alto investimento em reflorestamento, o Brasil se destaca na produção e exportação, uma vez que representa atualmente 40% da participação mundial.

Até novembro deste ano foram exportados aproximadamente US$5,09 bilhões desse item.

9) Bagaços e outros resíduos sólidos, da extração do óleo de soja

O bagaço é o que resta após a extração do óleo de soja, sendo assim, além de conter muitas fibras e proteína, o grão da soja é aproveitado integralmente.

O acumulado nas exportações entre janeiro e novembro soma o valor de US$ 4,9 bilhões.

Com o alto consumo na demanda interna, as exportações reduziram em 2021, contudo, estima-se um cenário positivo e visa promover mais investimentos no setor.

10) Café não torrado, não descafeinado, em grão

Até novembro deste ano, as exportações de café apresentaram um crescimento de 5,9% em relação a 2020, totalizando aproximadamente US$4,6 bilhões.

Apesar do volume produzido e exportado ter sido inferior, a alta cambial favoreceu para o crescimento em valor FOBvdas exportações.

Somente este ano, o Brasil exportou café para 121 países, sendo os Estados Unidos o principal destino, com 19,5%, e em seguida a Alemanha, com 16,3%.

Leia mais: Exportação de café: números dos últimos 12 meses

Principais países para quais o Brasil exporta

O Brasil possui forte relação comercial com os grandes mercados internacionais, sendo um país em crescimento e com um cenário favorável para ampliar ainda mais as exportações.

Os 10 principais destinos das exportações até novembro 2021, por ordem representativa, a saber:

  1. China: US$75,9 bilhões;
  2. Estados Unidos da América: US$36,6 bilhões;
  3. Argentina: US$8,7 bilhões;
  4. Paraguai: US$8 bilhões;
  5. Holanda: US$7,1 bilhões;
  6. Chile: US$6,5 bilhões;
  7. Espanha: US$4,8 bilhões;
  8. Singapura: US$4,7 bilhões;
  9. México: US$4,2 bilhões;
  10. Alemanha: US$4,1 bilhões.

Já os principais produtos exportados para China e EUA foram: minério de ferro, soja, petróleo, óleos brutos e aeronaves.

Como pesquisar informações de exportação no Logcomex Product Search Export

Essa é a tela inicial do Logcomex Product Search Export

Vamos pesquisar informações do código NCM de 07133190, para “Feijões das espécies Vigna mungo (l.) Hepper ou Vigna radiata (l.) Wilczek, secos, em grão, mesmo pelados ou partidos”.

Assim, você obtém um panorama completo da exportação do produto.

Você tem acesso a valor exportado, peso exportado, diferenciação por NCM, modais, país de destino, unidades de desembaraço, exportações por estado e detalhes dos embarques. Se interessou? Agende uma demonstração!