taxa-de-cambio-importacao

Taxa de câmbio na importação e exportação: tudo o que você precisa saber

Existem diversas etapas e custos do processo de importação e exportação que demandam muita atenção dos profissionais dessa área. Além de custos fixos, é preciso ficar de olho na flutuação das moedas estrangeiras, ou seja, acompanhar regularmente a taxa de câmbio.

Esse monitoramento é essencial devido ao regime de câmbio flutuante adotado pelo Brasil. Por exemplo, profissionais do comércio exterior precisam acompanhar a variação do dólar de compra e venda para que as operações e cálculos sejam previstos e conciliados corretamente.

Além disso, quando se trata de empresas, há outros elementos importantes que podem influenciar até na forma de pagamento.

Neste texto, você entenderá tudo sobre câmbio na importação e exportação. Leia e aproveite!

Você verá neste artigo:



O que é taxa de câmbio?

A taxa de câmbio é a relação entre as moedas de dois países que resulta no valor para compra e venda em conversões e transações internacionais. Essa relação impacta diretamente no valor final da negociação entre um importador e um exportador.

Esse valor ainda pode variar de acordo com algumas variáveis impostas pelas nações e seus órgãos reguladores. Por exemplo, há uma diferença entre o câmbio de compra e venda no dólar.

Além disso, o valor pode ser influenciado se o país adota taxas diferentes para câmbio comercial e de turismo.

O que determina a taxa de câmbio?

A forma como a taxa de câmbio é determinada depende do regime cambial adotado pelo país. No Brasil, o órgão responsável por regulamentar esse mercado é o Conselho Nacional Monetário (CNM), sendo que o Banco Central do Brasil (Bacen) fiscaliza as atividades.

O regime adotado aqui é o flutuante, ou seja, alguns fatores externos influenciam em como a taxa de câmbio é determinada.

O principal influenciador no valor sobre as moedas estrangeiras no Brasil, principalmente o dólar, é a oferta e a demanda. Isso mesmo, moedas são bens, assim como produtos e matéria prima. Dessa forma, são influenciadas pelo volume transacionado no Brasil.

Para entender melhor, aqui vai um exemplo prático:

Durante a pandemia de Covid-19, muitas empresas retiraram seus investimentos estrangeiros (em dólar), devido ao cenário de instabilidade econômica. Com o menor volume de dólares circulando no Brasil, consequentemente a taxa de câmbio sobe.

Outro agente que pode influenciar no valor entre o dólar e o real é o Bacen. Para regular o mercado, o Banco Central pode comprar ou vender dólares, o que causa a queda ou aumento da taxa de câmbio, respectivamente.

Como a taxa de câmbio impacta na importação e exportação?

Considerando que há uma constante flutuação entre o valor do dólar, as operações de importadores e exportadores são influenciadas diretamente. Dependendo do status da moeda, de baixa ou alta, o mercado fica mais propício para compra ou venda.

Por exemplo, quando há desvalorização da moeda nacional, a relação entre ela e a estrangeira fica maior e, consequentemente, a compra de produtos do exterior fica mais cara.

No cenário descrito acima, há reações padrão do mercado de comércio exterior. As negociações ficam mais rentáveis para os exportadores, visto que seus gastos são em real, mas os pagamentos são em dólar.

Há também o cenário oposto, em que há valorização da moeda nacional em relação à estrangeira. Neste, a importação se torna interessante, vislumbrando oportunidades de lucro com produtos do exterior.

Porém, atente-se, não é uma regra dizer que a alta do dólar para importadores é boa ou vice-versa. É preciso analisar toda a ordem de custo e fidelidade de compra. Além disso, a alta na taxa de câmbio significa mais confiança para investimentos internacionais.

Como o dólar impacta na importação e exportação?

O dólar tem um impacto direto nas atividades de importadores e exportadores . Isso porque a moeda norte-americana é a moeda-base para operações de compra e venda entre diversos fornecedores – incluindo fora dos Estados Unidos.

Para ficar mais claro, observe os marketplaces e sites de venda asiáticos, que ganharam muito destaque no Brasil. Apesar de serem fornecedores de diversos países daquele continente, o pagamento é feito em dólar.

E essa base de negociações não fica muito diferente entre empresas e indústrias brasileiras. A taxa cambial do dólar é muito vantajosa para negociações entre diversos países.

Leia também: Por que o dólar está tão alto? Quais as consequências para importação e exportação?

Quais os documentos necessários para a operação de câmbio?

Para executar operações de importação e exportação e participar do mercado de câmbio brasileiro, as empresas precisam estar em conformidade com uma série de documentos. Essas autorizações são obrigatórias, inclusive para seguir o processo correto dentro do Portal Único Siscomex.

Os documentos obrigatórios para operações de câmbio são:

Leia também: Negociação internacional: 5 técnicas para aplicar em sua empresa

Quais são as formas de pagamento do câmbio?

As transações internacionais são mais complexas do que uma simples compra de produtos em sites no exterior. Importadores e exportadores precisam ficar atentos à cobertura cambial.

Além disso, a forma e momento do pagamento influenciam até nos documentos necessários para operações de câmbio que listamos acima. Compras com prazo de pagamento superior a 360 dias precisam do ROF, enquanto as transações com prazo inferior a 360 dias podem ser mencionadas diretamente na Duimp.

Existem três classificações para os pagamentos com cobertura cambial:

  • antecipado – pago antes do envio dos produtos;
  • a vista – pago logo após o embarque dos produtos;
  • a prazo: pago somente quando a mercadoria chega ao destino final.

As formas de pagamento também devem ser analisadas cuidadosamente pelos profissionais de comércio exterior. São elas:

  • Cartão de crédito: o Índice de Operações Financeiras e a taxa de câmbio tendem a ser mais altos que os outros meios.
  • Vale postal: serviço oferecido pelos Correios, indicado para pagamentos de valores baixos, com custo de operação de 35 reais mais uma taxa de 1,5% sobre o valor da remessa.

Leia também: Custo de importação: quais são e como pagar por eles? 

Taxas de câmbio nos últimos anos

Para finalizar, é importante saber quais foram as taxas de câmbio dos últimos anos. Confira nas tabelas abaixo!

Taxa de câmbio em 2021

MêsCompra

 

(Dólar comercial)

Venda

 

(Dólar comercial)

JaneiroR$ 5,4753R$ 5,4759
FevereiroR$ 5,5296R$ 5,5302
MarçoR$ 5,6967R$ 5,6973
AbrilR$ 5,403R$ 5,4036
MaioR$ 5,2316R$ 5,2322
JunhoR$ 5,0016R$ 5,0022
JulhoR$ 5,121R$ 5,1216
AgostoR$ 5,1427R$ 5,1433
SetembroR$ 5,4388R$ 5,4394
OutubroR$ 5,6424R$ 5,6430
NovembroR$ 5,6193R$ 5,6199
DezembroR$ 5,6455R$ 5,6461
dolar-2021

Taxa de câmbio em 2020

MêsCompra

 

(Dólar comercial)

Venda

 

(Dólar comercial)

JaneiroR$ 4,2689R$ 4,2695
FevereiroR$ 4,4981R$ 4,4987
MarçoR$ 5,1981R$ 5,1987
AbrilR$ 5,4264R$ 5,427
MaioR$ 5,4257R$ 5,4263
JunhoR$ 5,4754R$ 5,476
JulhoR$ 5,2027R$ 5,2033
AgostoR$ 5,4707R$ 5,4713
SetembroR$ 5,6401R$ 5,6407
OutubroR$ 5,7712R$ 5,7718
NovembroR$ 5,3311R$ 5,3317
DezembroR$ 5,1961R$ 5,1967
dolar-2020

Utilize a planilha de custos de importação gratuita da Logcomex

A Logcomex desenvolveu e oferece gratuitamente a planilha de custos de importação para você conseguir planejar melhor suas ações na importação. Com a planilha de custos de informação, você consegue colocar os valores pagos no processo e calcular quanto você terá que pagar ao todo.

Abaixo, separamos ainda um passo a passo para você entender como ela funciona.

1. Acesse a planilha. Na aba 2, preencha o nome do produto.

Facilite o calculo de custos de importação com a nossa planilha

2. Depois, preencha as informações de “Quantidade”, “Unidade de Medida”, “Peso”, “NCM”, “Descrição da NCM”.

Facilite o calculo de custos de importação com a nossa planilha

3. Depois, preencha os valores estimados e a moeda utilizada no pagamento. 

Facilite o calculo de custos de importação com a nossa planilha

Automaticamente, o valor aduaneiro será atualizado

Automaticamente, o valor aduaneiro será atualizado

5. Na próxima tabela, preencha os valores dos impostos.

Facilite o calculo de custos de importação com a nossa planilha

Os valores e a base de cálculo serão atualizados.

Facilite o calculo de custos de importação com a nossa planilha

Por fim, temos o custo total da mercadoria, tanto em dólar, quanto em libra e euro.

Facilite o calculo de custos de importação com a nossa planilha

Saiba como podemos ajudar a sua empresa!