A importação de brinquedos é importante para o setor

Importação de brinquedos: como importar e principais estatísticas

É muito comum vermos uma criança com um brinquedo na mão e ao pegarmos para ver a caixa ou ler instruções nos depararmos com outra língua na grafia. Na maioria das vezes, esses textos estão em mandarim. A China é uma das principais fontes de  diversos brinquedos e diferentes peças para o mundo.

Leia mais: “Importação da China: produtos mais importados e estatísticas

Para se ter ideia, foram registradas 72.469 importações no setor, entre janeiro e novembro de 2021. Isso é equivalente a uma movimentação de US$ 203.582.402,00. O peso de toda essa importação dos produtos somou 43.552.774,67 kg. Confira a tabela completa:

Dados gerais da importação de brinquedos

Mas como trazer esses brinquedos do outro lado do mundo? Qual o processo até que tudo isso aconteça? Existem taxas para trazer os brinquedos do estrangeiro até aqui? Neste artigo vamos explicar o processo de importação.

Nesse artigo, você verá:



Cenário de brinquedos importados 

A importação de brinquedos pelo Brasil vem crescendo ano a ano. Essa tendência é apontada, inclusive, pelo Anuário de Estatísticas de 2020, da ABRINQ (Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos). 

De acordo com os dados divulgados no documento mais recente, em 2019 foram quase R$ 3,5 bilhões. Comparada a 2012, quando os dados começaram a ser compilados, o aumento foi de R$1,6 bilhão. 

Há 10 anos, a soma em importações foi de R$ 1,9 bilhão, segundo a ABRINQ.

Nova call to action

O mercado é uma aposta de lojistas para investimento durante o período de pandemia. É comum encontrarmos pessoas que decidiram empreender revendendo brinquedos para crianças, seja em e-commerces ou abrindo uma empresa física. 

Abaixo o valor total importado por Nomenclatura Comum no Mercosul por segmento. Em destaque, ‘outros brinquedos de qualquer tipo’ com 9503.00.99. Confira a lista completa atualizada pela Logcomex:
Importação de brinquedos por NCM

Como é o mercado de brinquedos da China? 

Segundo dados do ‘The Toy Book’, principal fonte de publicação comercial da indústria de brinquedos, a taxa de crescimento dos negócios de e-commerce da China na área dos itens para brincar desacelerou para 7% no acumulado do ano até outubro do ano passado, comparado ao mesmo período de 2020. 

Entretanto, alguns segmentos do setor ainda apresentaram crescimento, como bebês/crianças, pequenas/pré-escolares; brinquedos para atividades ao ar livre e esportes; e conjuntos de construção civil. Somados, os três tópicos listados representam 55,4% de todos os vendidos no país asiático no período. 

Brinquedos eletrônicos pré-escolares aumentaram também cerca de 56% nos 10 meses do ano de 2021. A venda de bonecas também veio com força, sendo a subcategoria com crescimento mais rápido na China. Destaque ainda para a venda de ‘caixas surpresas’ (item fechado, onde os brinquedos dentro são descobertos apenas quando aberto), responsáveis por 63% das vendas na categoria. 

Passo a passo para importação de brinquedos 

Existem algumas regras que precisam ser seguidas para que seja possível a importação do item. Antes, é importante lembrarmos que, há anos, a China lidera o ranking dos países exportadores de brinquedos, somando quase 80%. Para uma importação formal, é preciso:

  • Estar com a empresa registrada no Radar Siscomex;
  • Pré-embarque, momento que escolhe os produtos, fornecedores de brinquedos da China e o tipo de importação (seja ela direta, indireta ou Importa Fácil). Também onde define a forma de pagamento e documentação;
  • Pós-embarque, acompanhando a chegada das mercadorias;
  • Despacho aduaneiro, quando a empresa fará o registro da Declaração de Importação (DI ou Duimp) e começará o processo de nacionalização dos itens.

Leia mais: “O que faz um despachante aduaneiro?” 

Por se tratar de um segmento específico, ainda é preciso levar em consideração outras exigências na hora de importar, como por exemplo, a identificação da faixa etária do brinquedo. É necessário apontar a classificação de idade dos produtos utilizados por crianças até 14 anos de idade. Faz parte do Regulamento Técnico do Mercosul.

O brinquedo precisa ainda ser certificado pelo Inmetro. Logo, é necessário que um Organismo de Certificação de Produto (OCP) credenciado no Inmetro seja procurado para fiscalizar.

Alguns produtos não dependem da consulta porque já indicam a necessidade de certificação compulsória. A informação está disponível na Portaria Inmetro nº 563/2016. Caso haja necessidade de consulta, é necessário providenciar os documentos para o procedimento. 

Existem, atualmente, maneiras de avaliação da conformidade na importação. Elas possuem custos, por isso, é importante ficar atento na hora de fazer as negociações para a importação dos brinquedos. 

Por exemplo, o ‘Sistema 05’ é um mecanismo de avaliação Auditoria de Sistema de gestão da qualidade na fábrica. É um sistema de alto custo. Já o ‘Sistema 07’ é um modelo de certificação por lote onde a carga é descarregada no porto, armazenada em zona primária ou secundária e o importador agenda a coleta.

O Porto de Santos, no Brasil, é a principal unidade de desembaraço dos produtos que são importados. Abaixo, você confere a lista das unidades, apontada pela Logcomex, do mais relevante ao menos relevante. Veja:

Importação de brinquedos por unidade de desembaraço

Ainda repercutindo a chegada dos produtos. Compilamos dados dos modais mais utilizados para trazer os brinquedos da China para o Brasil. O marítimo é o que se destaca, com 93,6% dos itens.

Importação de brinquedos por modal

Quais tipos de brinquedos são possíveis importar da China 

Entre os itens mais procurados e importados da China para o Brasil estão: pelúcias, infláveis, blocos de montar, jogos de tabuleiro, bonecas e bonecos (super heróis, por exemplo). Além de eletrônicos no geral (como celulares e tablets). 

Em uma busca rápida na internet é possível atestar que os destaques nas páginas são para venda de brinquedos relacionados ao desenvolvimento cognitivo da criança/ pré-adolescente. Especialistas associam isso ao período de pandemia, principalmente.

Estão à disposição e é possível importar uma grande variedade e diferentes tipos de brinquedos (para diferentes faixas etárias), desde que seguidas as normas estipuladas pelo Governo. 

Principais brinquedos importados no Brasil 

É preciso estar atento às tendências de mercado e lançamentos que estão no gosto das pessoas. Assim é possível importar aquilo que terá um maior giro de estoque, focando no lucro e evitando prejuízos. Principalmente para quem está começando nesse setor. 

Entre os produtos mais importados estão itens relacionados à tecnologia, como jogos eletrônicos e smartphones. Entretanto, é possível notar que a procura por jogos e brinquedos mais clássicos também tem atraído a atenção dos pais na hora das compras.

Divulgada recentemente, uma pesquisa da Euromonitor International apontou que o mercado brasileiro de brinquedos e  jogos tradicionais aumentou 3,16% no último ano. Em 2020, a perspectiva pré-pandemia era de apenas 1%.  

As vendas mostraram que brinquedos de construção ficaram na liderança da procura, com alta de 23,68% e jogos e quebra-cabeças tiveram alta de 17,82%.

Essas vendas no mercado brasileiro refletem o gosto do pessoal de casa, o que estão buscando para as crianças nesse período de pandemia, principalmente, focando no aprendizado e estímulo cognitivo. Por isso, há investimento do setor na hora de importar os itens. Claro, sem deixar de lado os clássicos, como bonecas e carrinhos. 

Existe isenção de impostos para importação de brinquedos?

Por fazer parte do bloco econômico do Mercosul, o Brasil adota a Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM) para classificar mercadorias que vão entrar no país. Para adequar os produtos, é analisada a tabela para encontrar a NCM mais adequada. Logo após, é consultada a Tarifa Externa Comum (TEC), que também é destinada aos países-membros do Mercosul para definir qual alíquota do Imposto de Importação será aplicado ao item. 

Assim, multiplicando-se o Valor Aduaneiro pelo percentual descrito na TEC é possível chegar ao valor do Imposto de Importação devido.

Para saber se o produto possui ou não benefícios concedidos pelo governo (como isenção ou suspensão), é necessário analisar esses fatores:

  1. Produto e Nomenclatura Comum do Mercosul;
  2. Acordos internacionais entre país de origem e destino;
  3. Qual é a função do produto;
  4. Operação como um todo (se haverá reexportação, se haverá venda no mercado interno, se o produto é para industrialização etc.);

Compreendido como a taxação de impostos é feita, vamos a isenção. Como forma de controle econômico, o governo adota medidas que tem como objetivo beneficiar a economia de forma geral, trazer benefícios para a sociedade, equilibrar as contas públicas e manter a indústria nacional em funcionamento. 

Uma dessas estratégias é a isenção ou redução do Imposto de Importação. Essa medida vem sendo muito explorada nos últimos meses, principalmente por conta da pandemia e de itens necessários à cadeia produtiva de vários segmentos. 

Em 2021, uma lista de produtos foi isenta do imposto, entre os itens: brinquedos.
Confira:

  • Falta ou excesso de suprimento no país, visando o equilíbrio de oferta e demanda (exemplo: alimentos);
  • Busca por desenvolvimento/produtividade/competitividade (exemplo: bens de capital, tecnologia e informática);
  • Incentivos ao esporte (exemplo: skate);
  • Incentivo à cultura (exemplo: instrumentos musicais);
  • Incentivo à segurança nacional (exemplo: armamento para a polícia e exército);
  • Incentivo ao lazer (exemplo: videogame, bicicletas, brinquedos);
  • Incentivo à sustentabilidade (exemplo: placas solares);
  • Saúde pública.

Leia mais: “Produtos isentos de Imposto de Importação: lista atualizada

Quais os benefícios e por que importar brinquedos da China?

Entre as vantagens em importar brinquedos do país asiático, está o valor mais em conta na hora de comprar. Sendo assim, quando o produto chega no Brasil, pode ser revendido com um preço corrigido, gerando lucro ao importador. Por isso, importar diretamente da China é uma opção interessante associada à economia e lucro. 

Para que a margem de lucro seja a maior possível, é interessante também a ajuda de um intermediador, empresa que seja especialista na importação, para que o trâmite seja facilitado e o investimento assertivo. Evitando gastos dobrados, perda de tempo e até mesmo prejuízo com documentação errada ou extravio de mercadorias. 

A opção também pode ser considerada vantajosa para quem quer começar um negócio e investir até mesmo de forma online. 

Tendências de mercado para brinquedos importados

A importação de brinquedos para o Brasil continua em uma crescente. Segundo levantamento da Secretaria do Comércio Exterior (Secex), de janeiro a agosto de 2021 foram importadas 68,2 mil toneladas de carrinhos de bebê, brinquedos, jogos e artigos esportivos. Ainda de acordo com o levantamento, a China detém 79,5% das negociações.

Para esse ano, é preciso ficar atento e tentar driblar os desafios na hora de importar produtos chineses. Por conta da pandemia, os valores de frete continuam altos, ainda há demora nos embarques nos portos marítimos e a alta disputa por espaço nos navios ainda acontece. A variação cambial, que afeta diretamente os custos de importações, também precisa ser bem observada e analisada. 

Dados compilados pela Logcomex apontam ainda que nesse período o valor total importado foi de US$ 24.372.562,00. Já a quantidade de registros é de 7.563.

Tendências para importação de brinquedos

Tenha dados de importação e exportação aprofundados com a Logcomex 

Ao buscar por importação e exportação, todos estão à procura de informações confiáveis, qualidade, facilidade e uma busca assertiva. A Logcomex tem plataformas voltadas para análise de movimentações desses segmentos, juntando diferentes dados como embarques marítimos e aéreos, despacho aduaneiro e cotações dos principais itens.

Com o Search da Logcomex, você consegue encontrar informações poderosas sobre dados e estatísticas de importação brasileira.

Preencha o formulário abaixo e saiba mais informações!

Saiba como podemos ajudar a sua empresa!

Saiba como podemos ajudar a sua empresa!