Site Loader
Reading Time: 4 minutes

A contratação de frete internacional de um agente de carga, armador ou companhia aérea sempre envolverá valores em moeda estrangeira, e como o câmbio no Brasil é flutuante, é preciso que as cotações e faturas informem a taxa cambial do frete internacional e demais serviços.

Mas nas cotações não constam a taxa do Dólar, Euro ou a Libra da tia Bétinha, da mesma forma como é a do Banco Central, informam apenas que será cobrado uma tal de PTAX mais uma porcentagem extra e quando chega a fatura para pagar, a taxa está sempre acima do informado pelo Banco Central naquele dia.

Pode parecer confuso e injusto e, por isso, vou com este texto explicar como funciona a taxa cambial cobrada no frete internacional, para que você possa dominar o assunto e usá-lo em seu favor afim de surpresas nos valores.

 

O que é taxa PTAX e de onde vem seu valor? 

Segundo o Estudo 42/2019 do Banco Central do Brasil (BCB), o nome veio do sistema PTAX800 que, mesmo após ser desativado em 2014, teve a nomenclatura mantida por já ser assim conhecida por aqueles que operam no câmbio… Do mesmo jeito como quando falamos que vamos comprar Gilette, Cotonete, Band-Aid, Sucrilhos. 


Sim, a palavra Sucrilhos pertence ao Tonyzão da Kellogs

A cotação da PTAX é usada em diversos produtos dentro e fora da Bolsa de Valores como: Contratos futuros e de opções, contratos derivativos e, claro, no Siscomex para atender as operações de comércio exterior.

Seu valor é determinado pelo BCB ao consultar os valores de compra e venda que os Dealers (a turma que o BCB autorizou a operar no mercado cambial) estão ofertando nos 4 momentos de mais fervo no mercado, que são:

  • Primeira consulta: entre 10h e 10h10;
  • Segunda consulta: entre 11h e 11h10;
  • Terceira consulta: entre 12h e 12h10; 
  • Quarta consulta: entre 13h e 13h10.

O BCB elimina as duas taxas maiores e menores, tanto na cotação de compra quando na venda e realiza uma média simples para encontrar o valor.

Entendemos aqui que é o mercado que define a cotação, o BCB apenas consulta, calcula e informa, vamos para a parte que mais nos interessa.

 

Por que no frete internacional é cobrado acima do valor da PTAX?

O primeiro motivo é para se proteger da variação cambial, como disse antes, o câmbio no Brasil é flutuante (também conhecido como “Sujo”) ou seja, o BCB intervém no preço apenas para conter fortes oscilações, normalmente causadas por excessos de emoção, principalmente desespero, pois moeda é algo que o valor sobe de elevador e desce de escada.

Como no dia 26/Nov/19, quando o BCB interviu após o dólar chegar próximo de R$4,27.

Com isso em mente, veja o exemplo do caminho que seu dinheiro fará caso pague um agente de carga num frete marítimo:

  1. O agente te envia a fatura para pagar;
  2. Você confere e providencia o pagamento com seu financeiro;
  3. O agente de carga recebe e providencia os pagamentos para:
    • O armador; 
    • O agente de carga na outra ponta.

O exemplo acima além de simplório considerou que tudo deu certo – coisa rara de dizer no comércio exterior, pois basta um feriado no caminho ou casos mais cara-de-pau como “a pessoa que paga está de férias” para que estes pagamentos demandem bastante tempo.

Além dos procedimentos comuns a todos os setores financeiros: requerer aprovações, programação o pagamento, lançar no sistema… Uns eficientes, outros nem tanto, dependendo da qualidade do fluxo de procedimentos e sistemas.

Enquanto todo esse tempo passa a cotação das moedas continua variando (mesmo fora de horário comercial), razão pela qual essa porcentagem é necessária para proteger o recebedor do pagamento da variação cambial. 

Mas precisam cobrar PTAX tão alta para se proteger!?

Acima eu dei a explicação que quem lhe vende frete usará sobre para justificar a PTAX, e realmente não é mentira, mas é fato que muitos se valem dela como forma de aumentar os lucros. Eles podem deixar como padrão para os desavisados a porcentagem que bem entenderem.

Mas se você pediu prazo de 10, 15 ou 30 dias para pagar, com certeza você pagará por esse prazo em algum lugar, pois ninguém vai correr esse risco de graça por você (“ninguém” é muita gente, sempre existem os “Aventureiros”), portanto é provável que este “risco” estará embutido no aumento da porcentagem sobre a PTAX ou até em alguma outra taxa.

 

Posso negociar a PTAX?

Não só pode como deve!

Dinheiro é uma commodity, que tem o valor que for conforme eu, você e o mercado crer, portanto, assim como qualquer compra, é questão de negociar.

E para que seu poder de barganha seja maior, determine o valor dela antes de contratar o frete, pois se deixar para reclamar na hora de pagar, correrá o risco de não conseguir o seu objetivo, além de demorar para ser aprovado.

Mas se você fez certinho e negociou antes de contratar o frete, apenas lembre-se de conferir se o acordo foi cumprido antes de pagar.

Ao invés de trabalhar com diferentes porcentagens sobre a PTAX com cada agente de carga, eu lhe sugiro padronizar a mesma porcentagem com todos, dessa forma, será um aspecto a menos para se preocupar, quando for comparar as cotações.

Mas tenha bom senso e lembre-se que é melhor desenvolver fornecedores do que batê-los por preço.

***

A taxa cambial cobrada no frete internacional é apenas mais um dos diversos detalhes que precisamos ter cuidado quando cotamos e analisamos as propostas de frete internacional recebidas.

Entendemos que sua existência é justa, mas é preciso cuidados para que não haja exageros ou surpresas na hora de pagar o serviço.

E você, leitora (o)?

Gostaria de acrescentar mais sobre o assunto? Há outros cuidados ou formas de prevenção? Já teve atritos por causa dela? Sua experiência é sempre bem-vinda nos comentários.

Esse conteúdo foi escrito por Jonas Vieira.

Post Author: Manuella Cymbalista