modais-de-transporte

Modais de transporte: quais são e quais suas vantagens?

Em um processo logístico de uma empresa, sejam de cargas ou de pessoas, é importante conhecer os modais de transporte mais utilizados, bem como suas principais características, as vantagens, desvantagens e qual se adequa  a cada caso.

Existem diferentes tipos de modais que podem ser utilizados individualmente ou combinados, de acordo com o material a ser transportado e suas necessidades logísticas.

Assim, é possível realizar um planejamento assertivo com o objetivo de melhorar os prazos de entrega e evitar gastos desnecessários e prejuízos.

A definição do modal a ser utilizado também pode variar conforme o país. No Brasil, por exemplo, é comum a utilização do modal rodoviário devido à nossa extensa malha rodoviária.

Por outro lado, o modal ferroviário é mais utilizado em regiões altamente industrializadas, como Europa e Ásia.



O que são modais de transporte?

Os modais de transporte são a maneira pela qual uma mercadoria é transportada.

Referem-se ao modo de realizar a locomoção de uma carga e dividem-se em sete tipos: rodoviário, ferroviário, hidroviário, marítimo, aéreo, dutoviário e infoviário.

Além disso, é comum ser utilizado mais de um modal em entregas distantes ou em regiões de difícil acesso.

Nova call to action

Os tipos de transporte podem ser:

  • Unimodal: quando utiliza apenas uma modalidade até o destino final;
  • Intermodal: quando utiliza mais de uma modalidade e para cada trecho/ modal é realizado um contrato diferente entre prestador de serviço e cliente;
  • Multimodal: utiliza mais de uma modalidade, porém consta em um único contrato.

O modal escolhido pela empresa pode variar de acordo com diversos fatores, como distância, localidade da entrega, fragilidade da carga e prazos.

Modal Rodoviário

É o modal de transporte mais utilizado no Brasil, devido principalmente à extensão da malha rodoviária que é de cerca de 80.000 km, facilitando a chegada até mesmo a regiões mais remotas e de difícil acesso.

É a principal rota de transporte de produtos agropecuários, minerais, combustíveis e produtos industriais. Os veículos mais comuns neste modal são carros e caminhões, mas ônibus, motocicletas, caminhonetes e utilitários também podem ser utilizados para o transporte de mercadorias.

Vantagens

Dentre as principais vantagens do modal rodoviário estão:

  • Além da extensa malha rodoviária, há investimentos recorrentes do governo em melhorias na infraestrutura de rodovias e estradas, o que não ocorre em relação aos outros modais;
  • Devido à grande utilização deste modal, é possível contar com uma boa infraestrutura de serviços, como maior oferta de transportadoras e centros de apoio ao motorista durante o trajeto com postos de combustível, restaurantes e hospedagem;
  • Constante fiscalização dos órgãos reguladores, visando maior segurança nas estradas.

Desvantagens

Uma das principais desvantagens da utilização deste modal é em relação à segurança: 

  • O modal rodoviário é o mais perigoso do Brasil, sendo o maior responsável pelos acidentes de tráfego e por uma alta incidência de roubos de carga;
  • Estes riscos fazem com que as transportadoras busquem soluções como rastreamento, seguros e roteirização, que acabam encarecendo os custos do serviço;
  • A alta no preço dos combustíveis e no valor dos pedágios também contribui para que o custo do frete seja elevado.

Modal Ferroviário

O modal ferroviário é frequentemente procurado por empresas que precisam transportar materiais em grandes volumes, mas também pode ser utilizado para transportar pessoas. Para isso, utilizam-se locomotivas, vagões e carros de passageiros.

No Brasil mais de 30.000 km de malha ferroviária ainda estão ativos, transportando principalmente commodities, derivados de minério e ferro, derivados de petróleo e produtos siderúrgicos.

Vantagens

  • Maior capacidade de carga: os vagões podem transportar o equivalente a 220 caminhões;
  • Custos mais baixos com combustíveis e menor incidência de taxas;
  • Segurança: o número de acidentes e roubos de carga são significativamente inferiores ao número registrado no modal rodoviário.

Desvantagens

  • A maior desvantagem na utilização do modal ferroviário é em relação às rotas, que precisam ser fixas e também a baixa cobertura da malha ferroviária no Brasil. Desse modo, o transporte demora mais e normalmente requer intermodalidade para concluir uma entrega;
  • Falta de investimentos governamentais em infraestrutura. 

Modal Hidroviário e Marítimo

O modal hidroviário e marítimo ou aquaviário é realizado através de rios, oceanos ou lagos. Utiliza navios, barcos, submarinos ou outras embarcações, bem como pode transportar grandes volumes por longas distâncias.

Vantagens

  • A principal vantagem do modal hidroviário e marítimo está no baixo custo de frete (mesmo com os valores exorbitantes praticados atualmente), que costuma ser reduzido devido à alta capacidade de transporte dos navios, dividindo-se assim as despesas de transporte;
  • É um modal de transporte seguro, visto que os acidentes correspondem a apenas 1% do total que ocorrem nas rodovias;
  • Há baixa incidência de roubo.

Desvantagens

  • Recebem poucos investimentos do governo;
  • Há muita burocracia envolvendo permissões e pagamentos de taxas, uma vez que isso pode resultar em atrasos na liberação de cargas;
  • Pode haver ocorrência de interferências climáticas como tempestades, enchentes e outros fenômenos naturais, causando prejuízos e atrasos.

Modal Aéreo

O modal aéreo utiliza o ar como meio de transporte através de aeronaves que podem ser privadas, experimentais, táxis aéreos etc.

É utilizado principalmente por empresas que precisam de agilidade no transporte de suas mercadorias a longa distância, para transportar produtos perecíveis e com alto valor agregado. 

Vantagens

  • A principal vantagem do modal aéreo está na velocidade do transporte de mercadorias, mesmo a longas distâncias;
  • Não há a interferência de fatores geográficos ou trânsito como impedimento para o transporte;
  • Boa localização de aeroportos, facilitando a conclusão do transporte.

Desvantagens

  • É o modal de transporte mais caro;
  • Não transporta cargas com grandes volumes ou pesos;
  • Depende de terminais de acesso;
  • Precisa de outro modal de transporte para finalizar a entrega da carga.

Modal Dutoviário

O modal dutoviário realiza o transporte de cargas através de dutos já existentes, que eventualmente podem ser aparentes, subterrâneos ou submarinos. É utilizado para o transporte de gases, granulares e fluidos líquidos.

No Brasil, a malha dutoviária ocupa cerca de 1.600 km entre gasodutos, minerodutos e oleodutos.

Vantagens

  • É um modal de transporte seguro, considerando seu baixo índice de roubos e acidentes;
  • O transporte é realizado com muita agilidade, praticamente sem intervalos, podendo chegar até a velocidade de 2 mil m³/h;
  • Baixo custo operacional.

Desvantagens

  • Custos elevados de implantação;
  • Burocracia para obter licenças;
  • Destino fixo da carga (não é uma rota flexível);
  • Danos ambientais severos, no caso de acidentes.

Modal Infoviário

O modal infoviário utiliza a infraestrutura de telecomunicações para o transporte de dados e informações, eventualmente através de fibra óptica e satélites, por exemplo, os serviços de internet, TV por assinatura e telefonia.

Vantagens

  • Tem recebido a atenção do governo devido à tendência da digitalização de informações. Alguns serviços públicos já operam totalmente em ambiente digital;
  • A velocidade e a segurança na transmissão de dados vêm crescendo nos últimos anos;
  • Perspectivas otimistas em relação ao aumento da cobertura em regiões mais remotas.

Desvantagens

  • Alta carga tributária no Brasil, prejudicando assim a entrada de empresas do setor;
  • Burocracia elevada, uma vez que dificulta a implantação;
  • Custos elevados de manutenção, resultando no encarecimento dos serviços oferecidos ao cliente final.

Qual modal de transporte escolher?

A escolha do tipo de modal a ser utilizado necessita de uma série de variáveis. Mas, grosso modo, é realizada conforme o tipo de material a ser transportado e com o seu volume, tamanho e peso.

Além disso, pode ser preciso incluir a conservação do material, urgência da entrega e custo do frete na tomada de decisão.

Então, é preciso considerar também o local onde será realizado o transporte e seu destino final, e a infraestrutura que o país de origem e destino oferecem. Considerar todos estes aspectos é imprescindível para que o custo final da importação seja assertivo e esteja de acordo com o esperado pela empresa.

Assim, quanto mais oportuna for a escolha, melhor será o resultado dentro dos modais de transporte escolhidos para a operação.

Utilize a planilha de custos de importação gratuita da Logcomex

A Logcomex desenvolveu e oferece gratuitamente a planilha de custos de importação para você conseguir planejar melhor suas ações na importação. Com a planilha de custos de informação, você consegue colocar os valores pagos no processo e calcular quanto você terá que pagar ao todo.

Abaixo, separamos ainda um passo a passo para você entender como ela funciona.

1. Acesse a planilha. Na aba 2, preencha o nome do produto.

Facilite o calculo de custos de importação com a nossa planilha

2. Depois, preencha as informações de “Quantidade”, “Unidade de Medida”, “Peso”, “NCM”, “Descrição da NCM”.

Facilite o calculo de custos de importação com a nossa planilha

3. Depois, preencha os valores estimados e a moeda utilizada no pagamento. 

Facilite o calculo de custos de importação com a nossa planilha

Automaticamente, o valor aduaneiro será atualizado

Automaticamente, o valor aduaneiro será atualizado

5. Na próxima tabela, preencha os valores dos impostos.

Facilite o calculo de custos de importação com a nossa planilha

Os valores e a base de cálculo serão atualizados.

Facilite o calculo de custos de importação com a nossa planilha

Por fim, temos o custo total da mercadoria, tanto em dólar, quanto em libra e euro.

Facilite o calculo de custos de importação com a nossa planilha

1 comentário em “Modais de transporte: quais são e quais suas vantagens?”

  1. Pingback: Modal Rodoviário: saiba tudo sobre essa forma de transporte

Comentários encerrados.