Porto de Paranaguá: importações e exportações

Porto de Paranaguá

Porto de Paranaguá: importações e exportações

O Porto de Paranaguá está localizado no litoral paranaense, na cidade de Paranaguá, na margem sul da baía de Paranaguá, e é considerado o maior porto graneleiro do Brasil e da América Latina.

Além disso, é o terceiro maior porto de contêineres do Brasil, atrás somente dos portos de Santos e Itajaí.

Sua maior influência se dá sobre os estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e São Paulo, além do estado do Paraná e do Paraguai.

A APPA (Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina) é responsável pela administração dos Portos do Paraná, um complexo portuário formado pelos Portos de Paranaguá e Antonina, cidades cerca de 55 km distantes entre si.

Criada em 1971 em substituição à Administração do Porto de Paranaguá, a APPA é uma empresa pública estadual, vinculada à Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, que possui convênio com o Governo Federal.

História do Porto de Paranaguá

Tudo começou em 1º de outubro de 1853, quando foi criada a Capitania do Porto de Paranaguá. 

Cerca de 19 anos mais tarde, em 1872, foi concedida a um grupo de empresários a transformação do antigo ancoradouro da cidade de Paranaguá em um porto com maiores condições de atendimento.

Em 23 de maio de 1917 o governo estadual do Paraná assumiu as obras de melhoria, prevendo a construção e reforma de canais de acesso, cais, armazéns e depósitos.

A construção se iniciou em novembro de 1926 e o porto foi inaugurado, oficialmente, em 17 de março de 1933. 

Leia mais: Portos brasileiros e a importância do transporte marítimo

Estrutura portuária

O Porto de Paranaguá possui uma área de 171 mil km² e um cais comercial de 2.486m de extensão, divididos em cais leste e cais oeste, além de 24 armazéns disponíveis para carga geral e contêineres.

Para chegar ao porto é possível utilizar um dos três modais a seguir:

  • Rodoviário, por meio da BR-277, que liga Paranaguá a Curitiba, capital do estado;
  • Ferroviário, por meio da Ferrovia Sul-Atlântico S/A;
  • Marítimo, com uma barra de entrada de 200 metros de largura e 12 metros de profundidade, além de três canais de acesso, o do Norte, o do Sudeste e o da Galheta.

O porto conta, ainda, com o maior terminal de contêineres da América do Sul, o TCP (Terminal de Containers de Paranaguá). 

Quem administra o TCP é a empresa de mesmo nome, criada em 1998, a partir de um consórcio de empresas nacionais e internacionais. Seu intuito era administrar o terminal, bem como a empresa de operações logísticas, TCP Log.

O terminal está situado em uma região estratégica, servido por muitas rodovias que fornecem acesso a ele, além de ser o único da região sul do país com conexão ferroviária diretamente no próprio pátio.

Nova call to action

Importações e Exportações do Porto de Paranaguá

O Porto de Paranaguá é um grande expoente do modal marítimo brasileiro, além de ser o maior porto graneleiro da América Latina, como vimos.

Certamente a movimentação de carga no porto apresenta números expressivos, e é isso que descobriremos agora.

Vamos analisar os dados de Importações e Exportações do porto nos cinco primeiros meses de 2021 (1º de janeiro a 31 de maio).

A fonte utilizada para coleta de informações foi a plataforma Big Data, da Logcomex, que disponibiliza várias informações e dados sobre a movimentação no Comércio Exterior brasileiro.

Importações do Porto de Paranaguá

Ao longo dos últimos cinco meses foram realizados 66.369 embarques no porto, com uma carga de 176.269 TEUs (sigla para Twenty feet Equivalent Unit, que significa ‘uma unidade equivalente a vinte pés’, em tradução literal).

Essas embarcações, juntas, representaram um peso bruto de praticamente 8 bilhões de kg.

A ampla maioria da carga foi transportada em contêiner (80,3%), seguida de carga solta (15,8%) e porcentagens menores de granel sólido e veículos.

Tipos de cargas transportadas no Porto de Paranaguá de janeiro a maio de 2021. Fonte: Big Data Importação, Logcomex.

O tipo de contêiner mais utilizado foi Dry, que representou 67,3% do total.

Uma curiosidade interessante é que 52,5% da carga foi comercializada em dólar americano.

O principal porto de origem das mercadorias que desembarcaram em Paranaguá foi o Porto de Shanghai (China), responsável por 12,8% dos produtos.

Exportações do Porto de Paranaguá

Quanto às exportações dos cinco primeiros meses de 2021, 72% delas foram realizadas no modelo Prepaid, quando o pagamento do frete acontece logo após o embarque.

O modelo Collect, quando o pagamento pode ser feito em qualquer localização, correspondeu a 27% das transações. O restante delas (1%) ainda está sendo processado.

Durante o período, foram exportados 158.468 TEUs, em 85.321 contêineres. O peso total de mercadorias exportadas foi de 15 bilhões de kg.

O principal armador foi a companhia Maersk, com 27,53% dos embarques, seguida da MSC, com 20,02% dos embarques

Os principais portos de destino das mercadorias que partiram de Paranaguá foram Shanghai, Hong Kong e Singapura.

Países de destino para a exportação do Porto de Paranaguá. Fonte: Big Data Exportação, Logcomex.

Sobre as cargas exportadas, 93,68% delas foram transportadas em contêiner, seguido de 4,01% de granel sólido.

Quer ter acesso a mais números sobre exportação do brasil? Saiba mais:

New call-to-action
Nova call to action