O porto de Santos é o maior porto do Brasil

Quais são os 10 maiores portos do Brasil?

A importação e exportação por modal marítimo é uma das mais importantes. Na verdade, estima-se que 90% da carga transportada no mundo é feita por navios. Por isso, para trabalhar com Comércio Exterior, é fundamental conhecer os maiores portos do Brasil.

Antes de qualquer desenvolvimento, é importante ressaltar que não existem apenas portos litorâneos. No Brasil, que possui 175 instalações portuárias em seu território, 76 são internas, ou seja, estão distribuídas entre os rios e lagos.

O Brasil é um país rico em bacias hidrográficas, o que torna esse modal fundamental para o transporte de cargas internamente, especialmente, nas regiões Norte e Centro-Oeste. Também, devido à nossa extensa costa litorânea, existe uma grande quantidade de instalações.

Com tantas opções, profissionais de comércio exterior precisam conhecer os principais, relevando aspectos estratégicos como localização, estrutura logística, fretes e muito mais. Por isso, vamos apresentar os 10 principais portos do Brasil neste artigo.

Boa leitura!



  1. História dos portos do Brasil
  2. Os 10 maiores portos do Brasil
  3. Quer mais dados do comércio exterior?

História dos portos do Brasil

Antes de partir para a lista, que tal conhecer um pouco mais da história dos portos Brasileiros. Esse aspecto é interessante para compreender como algumas dessas instalações se tornaram tão influentes e foram focos de sofisticação tecnológica e logística ao longo dos anos.

Inicialmente, no período colonial existiam apenas sistemas rudimentares para viabilizar o tráfego de mercadorias entre Brasil, Portugal e Inglaterra. Até que, em 1808, os portos foram abertos às nações amigas, inserindo o Brasil na economia liberal internacional.

Mais à frente, em 1846, houve um segundo marco fundamental na marinha mercante nacional. A Companhia de Estabelecimento da Ponta da Areia instalou-se no porto de Niterói, trazendo a iniciativa privada para um modelo que antes era puramente estatal.

Com esse movimento, em 1869  ainda durante o período colonial, o governo imperial promulgou a primeira lei de concessão à exploração portuária à iniciativa privada. 

Esse movimento ocorreu concomitante à instalação da São Paulo Railway próxima a Santos, uma das principais malhas ferroviárias do país. Dessa forma, o comércio internacional do café brasileiro foi viabilizado com mais estrutura e eficiência.

Desde então, começaram a se instalar diversos portos na costa e interior de nosso território, obrigando a criação de estruturas governamentais para gerí-las e fiscalizá-las. O atual sistema portuário brasileiro é composto por nove Companhias Docas (oito públicas e uma privada) e por quatro concessões estaduais, existindo ainda mais quatro portos privados distribuídos ao longo da costa brasileira.

Leia também: Como ter processos inteligentes em portos e terminais? 

Os 10 maiores portos do Brasil

Agora que você conhece um pouco mais da história do sistema portuário brasileiro, vamos ao ranking.

Qual o maior porto do Brasil?

O maior porto do Brasil é o Porto de Santos. Isso tanto em volume quanto em valor importado e exportado. A seguir, você conhecerá com mais detalhes quais são os 10 principais portos do Brasil, bem como os dados de importação e exportação de cada um deles! 

  1. Porto de Santos (SP)
  2. Porto de Paranaguá (PR)
  3. Porto de Navegantes (SC)
  4. Porto de Rio de Janeiro (RJ)
  5. Porto de Manaus (AM)
  6. Porto de Itapoá (SC)
  7. Porto de Vitória (ES)
  8. Porto de Suape (PE)
  9. Porto de Rio Grande (RS)
  10. Porto de Itajaí (SC)

Porto de Santos

É impossível falar sobre o comércio marítimo internacional sem falar do Porto de Santos. Já no século XIV, a costa de Santos e da Vila de São Vicente eram pontos estratégicos para acessar as bacias do continente, incluindo o Rio da Prata que corta Brasil, Uruguai, Paraguai e Argentina.

O Porto de Santos é considerado o 43º maior do mundo, segundo a Associação Americana de Autoridades Portuárias, sendo o único da América Latina entre os 44 maiores. Nele, cerca de 4,1 milhões de TEUs (unidade de medida equivalente a 20 pés) são movimentadas anualmente, sendo o maior do país em toneladas de carga e quantidade de contêineres movimentados. 

Leia também: Porto de Santos: entenda a sua importância para o comércio exterior do Brasil

Dados de importação

O Porto de Santos foi a principal unidade de desembaraço em 2021, sendo responsável pela movimentação de cerca de  62,8 bilhões de dólares (Valor exato = $62.839.535.049,00) nas importações.

Dados de exportação

Nas exportações, em 2021, a soberania do Porto de Santos se manteve, com cerca de 72 milhões de dólares transacionados (valor exato = $72.163.311.047,00).

Porto de Paranaguá

O Porto de Paranaguá nasceu junto com sua Capitania em 1853, inicialmente como um ancoradouro. Quase duas décadas depois, em 1872 ele tornou-se oficialmente um porto, sendo uma das maiores instalações do Brasil já naquele momento.

O tempo passou e a estrutura evoluiu consideravelmente, principalmente com as obras de melhoria assumidas pelo governo do Paraná entre 1926 e 1933. O grande destaque do Porto de Paranaguá é o Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), o maior terminal de contêineres da América do Sul.

Leia também: Porto de Paranaguá: importações e exportações

Dados de importação

Em 2021, o Porto de Paranaguá foi o segundo maior do Brasil em valores transacionados. A quantia movimentada na unidade de desembaraço foi de cerca de 16,3 bilhões de dólares (valor exato = $16.312.097.221,00).

Dados de exportação

Já quanto às exportações, o Porto de Paranaguá foi o quarto do ranking na quantia movimentada em 2021, com 19,8 bilhões de dólares (valor exato = $19.827.004.809,00).

Portonave

O Portonave, ou Porto de Navegantes, é o primeiro terminal privado para movimentação de contêineres do Brasil. Com operação aprovada em 2001, pelo Ministério dos Transportes, a companhia iniciou sua operação em 2007.

Sua estrutura faz parte do complexo portuário de Itaja (sobre o qual você saberá mais à frente). Compartilhando o mesmo canal de acesso e infraestrutura de manobras do Rio Itajaí-Açu.

Em questão de infraestrutura, são 900m de cais, com três pontos de atracação e capacidade estática de armazenagem de 30 mil TEUs. Há um destaque especial para a Iceport, uma câmara frigorífica automatizada com 50 mil m² de espaço de armazenagem.

Os dados de importação e exportação do Portonave estão incluídos na seção sobre o Porto de Itajaí. Continue lendo para vê-los!    

Porto de Rio de Janeiro

Ocupando essencialmente a Baía de Guanabara, o Porto de Rio de Janeiro é um dos mais tradicionais do Brasil. Presente no Top 10 de importações e exportações no Brasil, em uma estrutura formal e modernizada que foi inaugurada em 1910.

A fama da Baía de Guanabara, no entanto, data de séculos antes, visto que o Rio de Janeiro foi a capital do Brasil colonial durante quase 200 anos.

O porto se destaca por atender diversos estados, principalmente na região Sudeste. As principais cargas variam entre produtos para o setor automotivo, para a indústria química e minerais.

Dados de importação

Em 2021, o Porto do Rio de Janeiro foi responsável por movimentar cerca de 10 bilhões de dólares em importações (valor exato = $10.608.112.475,00). Isso o coloca com 6º no ranking nacional entre as unidades de desembaraço.

Dados de exportação

Já na exportação, o porto foi o 9º com maior valor transacionado em mercadorias, com quase 6 bilhões de dólares (valor exato = $5.947.270.450,00).

Porto de Manaus

O estado do Amazonas é um polo tecnológico fundamental para o Brasil, principalmente com a instalação da Zona Franca de Manaus, um dos maiores parques industriais do Brasil e amplo responsável pela produção nacional de eletrônicos e eletrodomésticos.

Por isso, mesmo não estando na costa litorânea do país, o Porto de Manaus, localizado no rio Negro, é a instalação fluvial (ou seja, localizado em rios, lagos e bacias) mais movimentado do Brasil. Não apenas isso, ele é considerado o maior porto flutuante do mundo.

Inaugurado no início do século XX, seu grande objetivo era dar vazão às cargas no auge da extração e comercialização do látex das seringueiras. No entanto, atualmente, o escopo se expandiu consideravelmente para máquinas, aparelhos e materiais elétricos e produtos químicos orgânicos, além da própria borracha.

Até mesmo navios cruzeiros que navegam entre os famosos rios Negro e Solimões atracam neste porto!

Dados de importação

O Porto de Manaus foi responsável por movimentar a 9ª maior quantia em produtos importados, com mais de 6 bilhões de dólares (valor exato= $6.789.630.224,00).

Dados de exportação

Reforçando sua importância para o comércio exterior, foi o 10º com maior volume transacionado em carga para exportação. Foram mais de 2 bilhões de dólares (valor exato = $2.236.810.559,00).

Porto de Itapoá

O Porto de Itapoá, localizado em município homônimo, está em uma posição estratégica. A região que compreende o norte de Santa Catarina e a região metropolitana de Curitiba são áreas indústrias que o tornaram muito fomentado e priorizado por empresas.

Apesar de muito novo – inaugurado em 2011 – seu status de modernização, e a fama de processos ágeis e eficientes o tornam um dos principais destinos de negócios com países importantes como do Sul da Ásia, América do Norte e Europa.

É um porto de administração privada, com capacidade de movimentar cerca de 1,2 milhão de TEUs e ainda está em expansão. Para se ter ideia da sua proporção, ele já é o terceiro maior do Brasil em movimentação de contêineres.

Leia também: Porto Itapoá comemora 6 anos com recorde e aumento de 34% nas importações no primeiro semestre.

Dados de importação

Os dados a seguir são referentes a todo o complexo portuário de São Francisco do Sul, estrutura que inclui o Porto Organizado de São Francisco do Sul e pelo Terminal de Uso Privado (TUP) Porto Itapoá.

O porto foi responsável por movimentar mais de 10 bilhões de dólares (valor exato = $10.152.198.017,00), tornando-o o sétimo maior do Brasil nesse quesito. 

Dados de exportação

Quanto à exportação, o complexo de São Francisco do Sul foi o 8º com maior valor transacionado, com quase 7 bilhões de dólares (valor exato = $6.804.723.955,00).

Porto de Vitória

Localizado na costa da capital do Espírito Santo, o Porto de Vitória foi instaurado durante o auge da economia cafeeira no Brasil, em meados do século XIX. Sua estrutura foi se expandindo e se sofisticando, até que hoje, o complexo portuário de Vitória se tornou um dos mais importantes do país.

Trata-se de um porto importante para o escoamento da produção agrícola das regiões próximas. Além disso, existem os terminais de propriedade privada, como o de Tubarão, que se destacam pelo transporte de minerais

Leia também: Primeiro balanço do VTMIS no Porto de Vitória é positivo

Dados de importação

No aspecto da importação, este é um dos únicos listados aqui que não está entre as 10 maiores unidades de desembaraço. Em 2021, o complexo de Vitória foi responsável por movimentar cerca de 5 bilhões de dólares (valor exato = $5.250.935.209,00).

Dados de exportação

O foco do Porto de Vitória, porém, é mais utilizado para a finalidade de exportação. Em contraste com as importações, ele foi o 5º maior do Brasil no valor de cargas transportadas para o exterior. Foram 18,6 bilhões de dólares (valor exato = $18.663.324.236,00).

Porto de Suape

O Porto do Suape, localizado em Pernambuco, é o mais importante da região Nordeste. A 40 minutos da capital do estado, o complexo se estende pelos municípios de Ipojuca e Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife.

Inaugurado nos anos 80, é uma das 15 principais unidades de desembaraço do Brasil e um ponto econômico fundamental para a região.

Dados de importação

O Porto de Suape foi responsável por movimentar 5,7 bilhões de dólares (valor exato = $5.790.613.513,00) em 2021, tornando-a a 11ª principal unidade de desembaraço do Brasil para importações.

Dados de exportação

Quanto às exportações, em 2021, foram movimentados 1,7 bilhão de dólares (valor exato = $1.782.471.582,00). Essa foi a 12ª maior marca entre as unidades de desembaraço.

Porto de Rio Grande

Conhecido como Porto do Mercosul, devido à sua proximidade a outros países como Uruguai, Argentina e Paraguai, o Porto de Rio Grande é um dos mais importantes para a exportação brasileira.

Localizado no Rio Grande do Sul, seu complexo engloba terminais das cidades de Rio Grande, Pelotas e Porto Alegre. É o terceiro maior do país em termos de infraestrutura, profundidade do canal e berço de atração.

Com mais de 100 anos de história, ele é conhecido pela variedade da carga transitada, especialmente para exportação. Transitam desde grãos a automóveis, sendo que o grão de soja representa mais de 30% do peso total movimentado.

Dados de importação

Em 2021, o Porto de Rio Grande foi a 12ª maior unidade de desembaraço para importação, com 5,4 bilhões de dólares movimentados (valor exato = $5.489.061.084,00).

Dados de exportação

Já nas exportações, carro-chefe do complexo, foram mais de 15 bilhões de dólares (valor exato = $15.578.025.336,00) em cargas escoadas. Esse valor é o suficiente para colocá-lo no sexto lugar entre as unidades de desembaraço nesse quesito. 

Porto de Itajaí

Finalmente, o décimo e último porto da nossa lista é o Porto de Itajaí. O complexo portuário completo abrange, também, o Porto de Navegantes que mencionamos mais acima, tornando-o o segundo maior do país em tamanho (atrás apenas do Porto de Santos).

Sua administração é fruto de uma parceria público-privada, com autoridade portuária delegada ao município de Itajaí, Santa Catarina. Sua operação é versátil, tanto na importação quanto na exportação, com destaque para o transporte de produtos têxteis, agroindústria, madeira e eletroeletrônicos.

Leia também: Porto de Itajaí: importações e exportações 

Dados de importação

Em 2021, o Porto de Itajaí foi a 5ª maior unidade de desembaraço do país, movimentando quase 13 bilhões de dólares (valor exato = $12.836.249.222,00).

Dados de exportação

No caso das exportações, o valor total transacionado foi de 8,7 milhões de dólares (valor exato = $8.776.743.882,00). O suficiente para posicioná-lo no sétimo lugar do ranking.

Quer saber tudo sobre o porto de Santos?

Um dos maiores complexos portuários do mundo, o Porto de Santos é essencial para o comércio exterior brasileiro. A Logcomex preparou um guia completo sobre o assunto, quer conferir? Preencha o formulário abaixo.

28 comentários em “Quais são os 10 maiores portos do Brasil?”

  1. Pingback: Território Aduaneiro: o que são Zonas Primárias e Secundárias no Brasil?

  2. Pingback: Inteligência Artificial no comércio exterior: entenda tudo!

  3. Pingback: Documentos de embarque na importação: dicas para não errar

  4. Pingback: Indústria e Comex 4.0: o que é e como realizar?

  5. Pingback: Como importar ferramentas: confira estatísticas de importação

  6. Pingback: Frutas brasileiras: números de exportação no primeiro trimestre do ano

  7. Pingback: Como reduzir custos logísticos na importação?

  8. Pingback: Estatísticas do Comércio Exterior: como ter dados de importação do Brasil

  9. Pingback: Como um porto funciona? Entenda os processos portuários

  10. Pingback: Porto de santos: tudo sobre ele e as principais importações

  11. Pingback: Os 10 maiores portos do mundo.

  12. Pingback: O que é armador no comércio exterior?

  13. Pingback: Frete internacional marítimo: como funciona? Como calcular?

  14. Pingback: COVID-19 e as mudanças no Comércio Exterior

  15. Pingback: Por que investir em automação no comércio exterior?

  16. Pingback: Recintos alfandegados: o que são e quais os principais?

  17. Pingback: Manifesto de carga: como funciona na importação marítima?

  18. Pingback: Confira as principais novidades de logística para o futuro

  19. Pingback: Capatazia: o que é e como funciona a taxa?

  20. Pingback: Bill of Lading (BL): o que é? Quais as principais tarifas aplicadas?

  21. Pingback: Paralisação em Ningbo: como isso afeta o Brasil e o mundo?

  22. Pingback: Desafios da importação marítima no Brasil

  23. Pingback: Rastreamento de importação: como a tecnologia pode ajudar?

  24. Pingback: Perspectivas para a exportação marítima: o que esperar?

  25. Pingback: Despachante aduaneiro: o que faz este profissional?

  26. Pingback: Acidente com navio na costa de SP: 1º contêiner é retirado do mar

  27. Pingback: Proposta para ampliação do Porto de Itajaí: veja como aconteceu

  28. Pingback: Novo Porto de Itaqui: mais um passo é dado

Comentários encerrados.