Exportação marítima: 2020 vs. 2021

Exportação marítima: 2020 vs. 2021

O Brasil possui recursos naturais diversos que ainda o permitem, além de suprir a demanda interna, vender seus produtos no mercado externo. Neste artigo faremos uma análise detalhada sobre a participação do país na exportação marítima e as principais tendências para os próximos meses e anos. 

Cenário de exportações do Brasil

Crescimento das exportações

O Brasil sempre foi um grande exportador de commodities, no entanto com a entrada e crescimento exponencial dos tigres asiáticos (Hong Kong, Coreia do Sul, Singapura, Taiwan) e da China no Comércio Exterior, as exportações brasileiras puderam crescer ainda mais, principalmente no setor agropecuário. 

Nova call to action

O transporte marítimo nas exportações

O modal marítimo é o mais utilizado nas transações de logística internacional, representando quase 90% das operações, por conta dos seus diversos benefícios, como:

  • Custo de frete mais baixo se comparado ao modal aéreo;
  • Capacidade para grandes volumes de carga; 
  • Possibilidade de percorrer grandes distâncias;
  • Menores restrições para transporte de diferentes tipos de mercadoria.

Balança Comercial

Ano após ano, o Brasil finaliza sua balança comercial com saldo positivo, ou seja, o número de exportações é maior do que importações, resultando numa maior entrada de capital no país do que saída. Esse conceito nasceu no século XV e se tornou um indicador para entender a saúde do país. No Brasil analisamos a série histórica da balança comercial desde 1997.

Exportações – Importações = saldo da balança comercial

Em abril o Brasil registrou recorde de exportações, totalizando USD 10,35 bilhões, o que representa um aumento de 67,9% comparado ao mesmo período de 2020. Antes desse recorde histórico, o mês com maior registro de exportações havia sido julho de 2020 (USD 7,6 bilhões).

O resultado histórico se deve graças à alta da demanda de commodities (principal bem exportado pelo Brasil) e pela mudança na metodologia de cálculo, que exclui as supostas operações de importação e exportação de plataformas de petróleo que jamais saíram do país.

O primeiro quadrimestre de 2021 representou um aumento de 106,4% sobre o mesmo período de 2020 e o segundo maior saldo positivo da história, perdendo apenas para o 1º quadrimestre em 2017.

Dados importantes de exportação via modal marítimo

Nova call to action

Produtos mais exportados pelo Brasil 

Leia mais: Ranking dos estados no Comércio Exterior

Abaixo listamos os principais produtos exportados pelo Brasil e suas nomenclaturas. Na sequência, deixamos alguns dados sobre as principais exportações brasileiras. 

  • NCM 26011100: Minérios de ferro e seus concentrados, exceto as piritas de ferro ustuladas (cinzas de piritas);
  • NCM 27090010: Óleos brutos de petróleo; 
  • NCM 12019000: Soja, mesmo triturada, exceto para semeadura;
  • NCM 17011400: Outros açúcares de cana;
  • NCM 02071400: Pedaços e miudezas, comestíveis de galos / galinhas;
  • NCM 44071100: Madeira serrada ou fendida longitudinalmente, de pinheiro;
  • NCM 02023000: Carnes desossadas de bovino, congeladas; 
  • NCM 68029390: Obras de pedra, gesso, cimento, amianto, mica ou de matérias semelhantes.

Exportações de soja 

A soja ocupa o primeiro lugar no ranking de exportações e seu principal destino é a China. Nunca o Brasil exportou tanta soja como em abril deste ano (2021), totalizando USD 7,2 bilhões

Os principais estados exportadores de soja são o Mato Grosso, Paraná, Goiás, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Exportação de café

O café ocupa a 3ª posição dos produtos agropecuários mais exportados. Seu principal destino é a Alemanha que agrega valor ao café brasileiro e reexporta. 

Os principais estados exportadores de café são Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Bahia e Paraná.

Exportações de milho 

O milho ocupa a 4ª posição dos produtos agropecuários mais exportados. Seus principais destinos são Irã, Vietnã e Japão

E os estados que mais exportam essa commodity são o Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Maranhão e Goiás.

Exportações de açúcar e melaços

As exportações de açúcar e melaços ocupam o 4º lugar no ranking das exportações totais, tendo como principal destino a China. São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Alagoas e Goiás são os principais estados exportadores.

Exportação de minério de ferro e seus concentrados

O minério de ferro e seus concentrados é responsável pela 2ª colocação das exportações gerais e 1º lugar das exportações da indústria da transformação. O principal comprador é a China e os principais estados exportadores são: Pará, Minas Gerais, Espírito Santo, Maranhão e Rio de Janeiro. 

Leia mais: Como estão a exportação e a importação de aço no Brasil?

Principais armadores que atuam na exportação marítima

As exportações marítimas brasileiras ocorrem principalmente no INCOTERM Free On Board (FOB) e têm como origem os portos de Santos, Paranaguá, Itapoá, Itajaí, Navegantes e Rio Grande. Destinos como Rotterdam, Houston, Cartagena, Shanghai e Hong Kong estão no topo do ranking. E, segundo os dados disponibilizados na plataforma da Logcomex, os principais armadores que realizam exportação marítima do Brasil para o mundo são:

  • MSC;
  • Hamburg Sud;
  • Hapag Lloyd; 
  • Maersk.
Exportação marítima - Ranking de armadores

Exportação marítima – Ranking de armadores. Fonte: Big Data Exportação, Logcomex.

Esses armadores são os responsáveis por grande parte da logística que leva produtos brasileiros para o mundo, nos tipos específicos de carga ideais para cada mercadoria.

Tipos de carga - Exportação marítima

Tipos de carga – Exportação marítima. Fonte: Big Data Exportação, Logcomex.

Nova call to action

Como conseguir dados sobre exportação marítima?

Estar por dentro das informações sobre exportação é extremamente importante para quem atua no comércio exterior. Por isso, é preciso ter acesso simplificado a esses dados.

A Logcomex conta com uma plataforma completa e rica com informações de embarques, contêineres, armadores e outros players, além da possibilidade de observar dados históricos em uma análise Year to Date.

New call-to-action

 

 

Nova call to action